← Voltar para a página inicial do Blog

7 dicas para começar a vender em um marketplace

60287-8-dicas-para-comecar-a-vender-em-um-marketplace

O modelo de vendas por marketplaces tem ganhado grande relevância nos últimos anos. Tratam-se de shoppings virtuais com grande tráfego, onde sellers (vendedores) ofertam seus produtos e os consumidores tem a vantagem de comparar preços e condições dos mais diversos itens. Com tantas vantagens, muitos empreendedores optam por esse modelo de negócio, pois assim podem comercializar seus produtos sem precisar investir em uma estrutura de e-commerce.

Você, que é seller ou pensa em entrar nesse mercado: quer saber como otimizar seus negócios e vender mais por meio do marketplace? Acompanhe este post até o final e confira as melhores dicas para sair na frente da concorrência e ter chances de conquistar mais mercado via marketplace!

1. Pense no segmento e certifique-se de que seja escalável

Para ter melhores chances de sucesso, analise criteriosamente o segmento de atuação de sua marca para definir melhor suas estratégias de vendas. Essa medida é crucial para saber se o seu negócio terá chances de crescimento com o auxílio do marketplace; por isso, certifique-se de que haverá compradores o suficiente para adquirir seus produtos e serviços nessas plataformas de compra.

2. Pense na experiência do usuário

Muito embora você, como seller, não tenha como obrigação pensar diretamente no usuário – responsabilidade do marketplace em si – é interessante lembrar que a logística de entrega é por sua conta. Nesse caso, muito planejamento se mostra necessário.

Como entregar, como cumprir prazos e oferecer um serviço de entrega perfeito, para a satisfação do usuário.  Invista em diferenciais como preço e frete competitivos, agilidade na entrega, descrição clara, fotos com qualidade, suporte no pós-venda.

3. Direcione esforços para manter-se como a oferta principal (BuyBox)

Para ter visibilidade e aumentar as suas vendas, é importante alcançar e manter-se na caixa de destaque. Também conhecida como BuyBox, a oferta principal é responsável pela grande maioria das vendas. Apesar dos marketplaces não divulgarem seus critérios de ordenação, sabe-se que que fatores como preço, frete, reputação e tempo de entrega são decisivos na classificação.

4. Busque parcerias

Para ter mais chances de crescimento é fundamental para todo empreendedor ter parceiros que o ajudem a se destacar nas principais plataformas de vendas da web, pois isso, encontre um marketplace ideal e lucrativo para ofertar seus produtos e serviços. São exemplos de marketplaces: Submarino, Walmart, Extra, dentre outros.

5. Estude a concorrência

Estude sua concorrência, principalmente se está começando no mercado digital, pois isso o ajudará a comparar seu desempenho com os demais atuantes do segmento e também poderá trazer insights bastante promissores para começar a vender em um marketplace.

6. Faça as adaptações necessárias

Com um mercado em crise, grandes e pequenas lojas estudam formas de não perder seus clientes, formulando estratégias alternativas para atendê-los, mediante suas atuais condições financeiras. Essa é uma forma de se manter ativo no mercado e também deve ser levada em consideração na escolha de quais produtos você vai vender nos marketplaces.

7. Integre sua loja ao marketplace

Para ganhar tempo com o gerenciamento dos produtos e eliminar atividades que gerem retrabalho, integre a gestão de sua loja com o marketplace. Essa ação proporciona mais agilidade no envio dos itens cadastrados, recebimento de pedidos dos marketplaces direto no seu sistema e o que é melhor, sua empresa manterá o abastecimento do estoque sempre em dia.

Agora que você já sabe como começar a vender em um marketplace que tal conhecer e utilizar as principais vantagens desse canal de vendas online, garantindo o sucesso de sua empresa? Aproveite e deixe seu comentário ou sugestões para os próximos posts. Até a próxima!

 

marketplace_banner-conteudo_v2 (2)

Gostou desse conteúdo?

Posts relacionados