Índice da cesta básica ICB-COM Novembro

Por Ricardo Ramos |

23/12/2022

Compartilhe:
Foto com imagem de prato com peito de frango e salada

A Globonews, relevante veículo de informação televisiva no Brasil, realizou uma reportagem demonstrando que o nosso Índice Cesta Básica ICB-COM Novembro 22 mostrou que o preço da cesta básica na região metropolitana de São Paulo subiu 0,91%  na comparação com outubro. Com isso, o valor saltou de R$ 634,59 para R$ 640,39.

Esta é a segunda alta consecutiva após uma sequência de cinco quedas. Mesmo assim, a elevação foi bem menor do que os 3,41% registrados em outubro. Em maio, houve diminuição de 1,25%; em junho, de 0,88%; em julho, de 5,67%; em agosto, de 1,54%; e, em setembro, de 4,64% O estudo envolveu 13 itens disponíveis em cinco grandes plataformas de e-commerce de empresas supermercadistas que atuam na região.

Para efeito de comparação, o IPCA-15, que é uma prévia da inflação divulgada mensalmente pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), registrou aumento de 0,53% em novembro. É importante ressaltar que os números do IBGE envolvem produtos e serviços de diversos segmentos e não somente da cesta básica, e essa é a razão para a diferença. 

No entanto, como se pode observar, o resultado obtido pelo IBGE aponta na mesma direção do levantamento feito pela empresa especializada em soluções de pricing. Inclusive, o levantamento oficial, feito em todo o país, mostra que o grupo “Alimentação e bebidas” apresentou alta de 0,54%, um pouco acima da média do IPCA-15. 

O Índice cesta básica ICB-COM Novembro 22 abrange os mesmos itens adotados pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). A diferença é que monitoramos o preço do sal refinado, mas não acompanhamos o do pãozinho francês, enquanto o Dieese acompanha o do pãozinho, mas não o do sal.

“Segundo os analistas, há alguns fatores que influenciam na alta, e um dos principais é o preço dos combustíveis, que voltou a ter elevação, contribuindo para a subida do valor do frete. Como praticamente toda a produção alimentícia é transportada por meio das rodovias, o impacto do repasse de preços chega às mesas de todos os brasileiros”, comenta o CEO da Precifica, Ricardo Ramos.

Os mais caros e os mais baratos do Índice cesta básica ICB-COM Novembro 22

Os itens da cesta básica que mais subiram em outubro foram o tomate (9,9%), seguido do sal refinado (7,1%), da carne bovina (4,4%) e do açúcar refinado (3,6%). O Tomate também encabeça a lista de maiores altas do IPCA-15 em novembro. Um dos fatores estruturais que impactam na forte alta do tomate é a redução da sua oferta desde a pandemia e a ocorrência de pragas que provocam prejuízos à produção .Os maiores recuos foram do leite integral (-9,1%), do café em pó (-8,6%), do feijão carioca (-2,9%) e da batata (-1,5%). 

A oscilação nos preços desde o começo do ano é ocasionada por uma série de choques internos e externos, dentre eles a reorganização das cadeias produtivas após a pandemia, a alta de preços de insumos fundamentais como combustíveis e fertilizantes ocasionados pela guerra na Europa e a queda da rentabilidade das fazendas. Para contornar os efeitos nocivos de eventos inesperados, uma solução dinâmica e inteligente de precificação torna-se um fator crucial para as empresas.

Por essa razão, o CEO da Precifica aconselha às plataformas de e-commerce e demais empresas com lojas físicas, a implantarem soluções de monitoramento e precificação, principalmente aquelas baseadas em inteligência artificial (IA)

“Em um cenário de alta inflacionária é difícil oferecer preços competitivos sem o risco de perder margem de lucro. É necessário acompanhar o mercado constantemente, as movimentações dos concorrentes e também a demanda, além dos custos das mercadorias. Soluções de pricing fazem toda essa análise em tempo real, de forma constante e possibilitam a definição de preços mais assertivos e dentro das metas de lucratividade estabelecidos pelos gestores”, afirma Ricardo Ramos.

Tudo sobre o ICB-COM

Histórico, gráficos e notícias sobre o Índice da Inflação Cesta Básica no E-Commerce.
Ir para série histórica »

ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

  • O comércio brasileiro deve alcançar um faturamento de 5,1 bilhões de reais na Black Friday de 2023, segundo levantamento da Precifica, empresa especializada em análise de preços. O montante é próximo do recorde estabelecido em 2021, de 5,8 bilhões de [...]

  • O preço informa ao mercado o posicionamento de valor pretendido pela empresa para o produto ou marca e é um elemento flexível, podendo ser alterado de forma rápida, segundo os pais do marketing, Philip Kotler e Kevin Lane Keller. É [...]

  • Ao longo dos anos, o ambiente empresarial se transformou, tornando evidente que o preço também é um instrumento poderoso para atrair clientes e gerir finanças. Embora isso sempre tenha sido verdade, muitos não percebem sua importância. Por isso, ainda é [...]